Sal do Mar

Sal marinho, o “Ouro Branco” do Algarve, não deve faltar na Haute cuisine. Pode compra-lo em três tipos diferentes de qualidade de acordo com o fim para que vai ser usado: Flor do Sal, Sal Tradicional e Sal do Mar

Não necessitamos de muitos ingredientes para preparar um prato delicado. Três variedades de azeite de qualidade, uma garrafa de cada vinagre balsâmico, vinho branco e vinagre de vinho tinto podemos criar melhores resultados do que um frigorífico repleto de molhos já prontos a consumir.

As suas habilidades culinárias serão ainda mais apreciadas se souber como aplicar o sal correto. Novamente, há três opções dependendo das suas necessidades.

  • Flor do Sal: A flor do sal das salinas tradicionais do Sotavento algarvio é o chamado “Fleur de Sel” na França, em Portugal é conhecido como o melhor da salina: uma camada fina de lamelas aparece sobre a superfície dos talhos. Retirado à mão diariamente, desde que as condições metereológicas o permitam, é simplesmente colocado a secar ao sol antes de ser empacotado. O melhor do sal marinho traz-nos um sabor delicado e ligeiramente doce aos carpaccios, saladas e a todos os pratos preparados.
  • Sal Tradicional: Este sal, que não é processado provém das pequenas salinas tradicionais. A secagem ao sol preserva a humidade natural e os minerais da água do mar. Antes de ser empacotado, o sal tradicional é moído mais grosso ou mais fino de acordo com os requisitos do cliente. Com a sua composição mineral intacta, é rico em Magnésio, Potássio, Iodo e Selénio que torna este sal marinho natural saudável e saboroso. Deve ser utilizado para todas as necessidades culinárias.
  • Sal do Mar: Os cristais de sal possuem uma estrutura mais sólida. Assim, o sal do mar é habitualmente vendido moído e é um pouco menos solúvel em água. Com a sua secagem ao sol e livre de aditivos, o Sal do Mar é recomendado pelos cozinheiros profissionais para cozinhar massas e batatas, para coberturas em sal e para a carne e o fiambre.

O sal marinho provém da evaporação natural da água do mar causado pelo sol e vento. A água límpida do Atlântico e a colheita cuidadosa dão origem a um sal naturalmente branco: o "ouro branco" do Algarve. O sal marinho é completamente natural e livre de aditivos. Como não é purificado ou articificialmente seco, é rico em sais minerais e elementos essenciais da água do mar.


As nossas Recomendações
Publicidade